Pilates no Combate ao Estresse

O mundo moderno nos exige cada dia mais atenção em nossas atividades. Poucos trabalhos são realizado ao ar livre e em contato com a natureza. Na maioria do tempo estamos trancados dentro de salas olhando para a tela de um computador ou realizando tarefas que nos demandam altas doses de concentração. Essa alta dose de concentração em determinada tarefa eleva os nossos níveis de Cortisol.

Combate ao Estresse

O Cortisol é um hormônio conhecido como hormônio do estresse. Todos nós possuímos e produzimos esse hormônio diariamente. O nosso organismo, na realidade, depende do estresse para desempenhar bem nossas funções diárias. O estresse em pequenas doses é necessário para que tenhamos uma melhor concentração. Quando somos questionados, por exemplo, nosso organismo produz o cortisol para que tenhamos uma melhor concentração e consigamos responder as perguntas que nos foram feitas de maneira satisfatória.

O grande problema ocorre quando passamos a produzir o Cortisol em altos níveis. Se o cérebro não precisa desse hormônio no momento e ele é produzido seu cérebro entende que você precisa concentrar em algo, daí surge o estresse. O estresse é a nossa não capacidade de conseguir tirar o cérebro do estado de atenção.

Pilates no Combate ao Estresse

Segundo a International Stress Managemente Association (Associação Internacional do Controle do Estresse) o Brasil é o segundo país com maior número de pessoas apresentando níveis elevados de estresse. Estima-se que três a cada dez trabalhadores brasileiras sofram com esse male. E o nível de incidência é ainda maior em profissões que contem com o contato direto com o público como professores, médicos, enfermeiras e vendedores.

Os principais sintomas físicos do estresse são dores de cabeça, fadiga, pressão arterial elevada, problemas gastrointestinais e até alteração na libido. Já no que toca o campo psíquico a pessoa estressada apresenta insônia, depressão, isolamento voluntário, síndrome do pânico e irritabilidade com situações na qual a pessoa geralmente não se irritaria, como uma música alta por exemplo. Se não bastassem todos esses males causados pelo estresse ele ainda é o responsável pelo aparecimento de diversas doenças mais graves. As chances de uma pessoa com níveis elevados de estresse sofrer de doenças como AVC e infarto sobem cerca de 400%.

Pilates no Combate ao Estresse

Para combater o estresse é altamente indicado atividades físicas e um maior contato com a natureza. O Pilates além de ser uma atividade física ele é altamente recomendando para pessoas que tenham ou queiram evitar o estresse patológico. Isso ocorre porque o pilates trabalha todos os músculos do corpo, tonificando-os e alongando-os, além dos ossos e articulações. Além disso no Pilates a respiração é trabalhada e observada de uma maneira completa. O exercício físico combinado com a respiração correta diminui drasticamente o nível de estresse no organismo.
Se não bastasse isso o Pilates incorpora algumas técnicas da yoga. A yoga como sabemos é uma técnica indiana de exercitar o corpo e relaxar a mente. Essas técnicas incorporadas ao Pilates trazem um equilíbrio mental excepcional para seus praticantes. E como já falamos o equilíbrio mental é de extrema necessidade para quem quer combater o estresse. É indicado para a pessoa que já possui altos índices de stress praticar o Pilates 3 vezes por semana, já para aqueles que querem prevenir 2 vezes por semana já é uma frequência satisfatória segundo alguns especialistas.

Não deixe o stress atrapalhar sua vida e a relação com as pessoas que você tanto ama. Procure desempenhar suas funções no dia a dia da maneira que elas requerem. Mas não se esqueça de dar uma caminhada ao ar livre, ir a um show de algum artista que você goste, jantar fora. A vida é muito curta para viver de mal com ela. Evite o stress e seja feliz!

Agende uma Aula Teste - Comigo!

Autor: Denise Terra

Share This Post On